Governo do Rio de Janeiro
 

Detran-RJ

Secretaria de Estado da Casa Civil

 
 
 
 

Notícias

22/11/2023 15:36:00

DETRAN.RJ ESPALHA 300 BANDEIRINHAS NA PRAIA DE COPACABANA EM MEMÓRIA DAS VÍTIMAS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO

 João Pedro Viegas



Trezentas bandeirinhas fincadas na areia da praia mais famosa do Brasil. Foi assim que a Coordenadoria de Educação para o Trânsito do Detran.RJ organizou o Ato em Memória das Vítimas do Trânsito, nesta quarta-feira (22/11), na Avenida Atlântica, em Copacabana. Desde 2005, a ONU elegeu o terceiro domingo de novembro para marcar a data. As mensagens nas bandeirinhas faziam alusão a regras que devem ser seguidas por motoristas para que seja possível diminuir a violência nas ruas e nas estradas.
 
Agentes do Detran.RJ entregaram exemplares do Código de Trânsito Brasileiro a motoristas parados no sinal de trânsito. Manoela Morgado, chefe do Centro de Apoio Pedagógico do departamento, estava satisfeita com a visibilidade do ato. “Copacabana é um bairro com altos índices de acidentes. Na ação, lembramos a importância de se respeitar as regras de trânsito, como usar cinto de segurança e não beber se estiver dirigindo. Só assim vamos conseguir diminuir os índices alarmantes de violência no trânsito”, frisou Manoela.
 
Dos 187 bairros da cidade, Copacabana é o 12º com mais acidentes de trânsito: este ano, até setembro, foram 133 vítimas (quatro mortos e 129 feridos). O Estado do Rio registrou este ano, até setembro, 18.581 vítimas de acidentes, sendo 1.440 fatais e 17.141 com ferimentos. 
 
O aposentado Neri Macabu, de 77 anos, ficou emocionado ao recordar a perda de um amigo em acidente numa estrada perto de Macaé. Macabu disse esperar que seus filhos deem bons exemplos para seus netos. “Minha filha gosta de festa, mas não bebe nunca. Deve ser porque ensinei meus filhos, desde pequenos, a não beber”, disse ele, com orgulho.
 
Sanderson de Souza Campos, de 40 anos, armador da construção civil, contou que, depois de um acidente de carro, decidiu só andar de bicicleta, mas acabou sofrendo um atropelamento. “Graças a Deus, não foi grave. Não perco a esperança por um trânsito mais humano. Só assim os índices de acidentes podem diminuir”, afirmou. O advogado aposentado Luiz Eduardo Leite de Azevedo, de 84 anos, elogiou o ato promovido pelo Detran.RJ: “Só assim para conscientizar as pessoas”.
 
No Brasil, mais de 33 mil pessoas morreram vítimas de acidentes em 2021, de acordo com dados do Ministério da Saúde, e 240 mil ficaram com invalidez permanente, a maioria delas jovens. Também foram registrados outros 300 mil feridos.

 
 
 

 

 

DETRAN.RJ

Teleatendimento de segunda a sexta-feira, das 6h às 21h.

Telefones: (21) 3460-4040 / (21) 3460-4041 / (21) 3460-4042

Avenida Presidente Vargas, 817 - Centro, Rio de Janeiro - RJ | 20.071 - 004